logo2.png

rot_header.jpg

Mensagem do Presidente

Publicado por admin em February 6, 2015

A Recandidatura

Cláudio NogueiraA 5 de Fevereiro de 2015, em Assembleia Geral realizada no Clube Português de Canicultura, foram eleitos os novos corpos sociais do Rottweiler Clube de Portugal.

Na qualidade de Presidente da Direcção quero agradecer a todos os elementos que compõe os corpos sociais do clube a sua disponibilidade e interesse, desejando a melhor sorte no desempenho das suas funções. Igualmente, quero agradecer aos elementos que agora deixam a direcção, o trabalho desenvolvido nos último três anos o qual contribuiu para uma imagem renovada do clube aos mais diversos níveis.

Não menos importante, uma palavra de apreço para o Sr. Hugo Ramos que num período de transição, colaborou de forma “desinteressada” com o clube. O mesmo será importante mencionar na colaboração do Sr. Ricardo Silva, actual responsável pela Comissão de Exposições e Beleza do RCP. A ambos, o meu sincero agradecimento.

Como sempre afirmo, pessoalmente, entendo que concorrer aos Órgãos Sociais do Rottweiler Clube de Portugal deve ser encarado como um ato de paixão, dedicação e respeito pela raça Rottweiler. Desejar liderar o Rottweiler Clube Portugal significa ter consciência das adversidades diversas que circundam a raça Rottweiler, quer a nível da criação, detenção irresponsável, falta de informação e de uma legislação governamental complexa, injusta e desajustada em relação ao seu verdadeiro propósito.

Um passado recente

Em 2012, por razões de ordem diversa, o RCP perdeu a sua filiação no Clube Português de Canicultura. Um “rude” golpe nas aspirações e continuidade do clube, principalmente, enquanto representante oficial da raça em Portugal. Ao contrário do inicialmente expectável, o clube recuperou em tempo record a sua filiação. Fruto de um trabalho sério e continuado. Situação que foi merecedora da atenção e reconhecimento do CPC a quem agradecemos toda a consideração demonstrada neste delicado período.

Entre 2012 e final de 2014, o clube foi reabilitado financeiramente sendo hoje um clube auto sustentável. Apesar de uma modesta capacidade financeira, o clube não depende nem tem como politica de gestão a injecção, sem critérios, de capital por parte dos elementos de direcção. Situação que levaria a posicionamentos dominantes e a dependências pouco saudáveis e democráticas.

A reabilitação financeira, deve-se em parte à recuperação e entrada de novos sócios, assim como a uma politica de parcerias que permitiu apoiar e sustentar algumas das iniciativas realizadas. De salientar, fruto de um trabalho credível e com visibilidade ( nacional e internacional ), a angariação de apoios é hoje mais acessível.

A vertente comunicacional do clube melhorou, tendo sido criado para o efeito, um site institucional, um sistema de newsletter e uma dinâmica regular na página do facebook. Paralelamente, foram ainda criados dois canais de vídeo um no youtube e outro no meo Kanal. Importante referir, os sistemas informáticos adoptados não são “proprietários”, podendo ser mantidos e geridos por futuras direcções.

A proximidade com os sócios foi também ela uma prioridade e para o efeito foram criadas diversas iniciativas ( Ex: Open Day, O “meu Rottweiler”, Black Beauty Breed, Pet Festival ) e parcerias ( Ex: Escolas de treino ) que permitissem aos sócios um contacto mais directo com o clube. Algumas destas iniciativas correram vários pontos do país, onde se inclui a região autónoma da Madeira.

Os eventos oficiais, desde que foi possível retomá-los em 2013 e apesar das limitações existentes, passaram a ser uma realidade. Shows de Beleza, Provas de Trabalho, Testes de Sociabilidade do CPC e Seminários de trabalho ( Homologados pelo CPC ), são exemplo disso mesmo.

A Legislação das raças ditas “Potencialmente Perigosas”, respeitando hierarquias e as entidades envolvidas foi sempre acompanhada pelo Rottweiler Clube de Portugal. O RCP foi o único clube de raça que se manifestou junto da Assembleia da Republica Portuguesa e respectivos grupos parlamentares, com propostas de alteração à lei vigente. Este e outros trabalhos são menos visíveis e “agradáveis” mas são igualmente fundamentais para a defesa e continuidade da raça Rottweiler em Portugal.

O Futuro

Os próximos tempos serão de continuidade e de consolidação do muito que até aqui foi feito nas mais diversas vertentes. No entanto, a flexibilidade e postura de tolerância do clube em relação a algumas das suas politicas de funcionamento e regulamentos, será menor. Nos últimos dois anos foram aprovadas medidas ( pequenas alterações ao anteriormente existente - Flexibilizando ) para as quais se cederam, uma vez mais, novos tempos de adaptação e compreensão das mesmas.

Com a colaboração e compreensão de todos os intervenientes estaremos em condições de subir mais um patamar tendo em vista a credibilização de todos os que directa ou indirectamente estão ligados ao Rottweiler Clube de Portugal, onde a criação e os criadores tem um papel fundamental. Em relação a estes últimos, sócios do clube, desejamos um posicionamento diferenciador em relação aos demais. Um passado não muito longínquo confirma os méritos e competências dos “nossos” criadores com resultados meritórios a nível nacional e internacional. Queremos, apenas e só, potenciar e credibilizar ainda mais esse trabalho.

A qualidade dos eventos, nas mais diversas vertentes, irá aumentar. Esta realidade só é possível e será possível, fruto de politicas da gestão anterior e do apoio dos nossos associados. Estamos conscientes de iniciativas ou opções menos bem conseguidas e motivados para fazer mais e melhor. Não temos medo de errar porque não temos medo de fazer. Criticar é fácil, fazer é bem mais difícil. Haja bom senso e acima de tudo, respeito.

Esperamos que o futuro traga para a raça Rottweiler uma participação efectiva dos nossos sócios e admiradores da raça em Portugal. A colaboração directa ou indirecta de todos, será fundamental.

Na competição, Beleza ou Trabalho, apelo sempre ao desportivismo, à tolerância, respeito e competência que este meio deve exigir. Participar, de forma digna e em cumprimento dos regulamentos é e será sempre a primeira grande vitória de todas.

Termino, desejando aos criadores e associados do clube, assim como aos detentores de Rottweilers no geral, as maiores felicidades para o futuro.

Um abraço!

Cláudio M. Nogueira
Presidente da Direcção
Rottweiler Clube de Portugal

Bookmark and Share