logo2.png

rot_header.jpg

Comunicado da Direção

Publicado por admin em May 28, 2012

Concorrer aos órgãos sociais do Rottweiler Clube de Portugal foi encarado como um ato de paixão, dedicação e respeito pela raça Rottweiler.
 
Com este pressuposto presente, os demais elementos eleitos foram convidados por partilharem um ideal comum e possuírem competências multidisciplinares que irão permitir servir os interesses do clube em toda a sua linha de atuação. Na sua maioria, os novos Órgãos Sociais, não tiveram no seu passado qualquer ligação direta ou indireta ao RCP, nem tão pouco à canicultura em particular. Partilham, como proprietários de exemplares da raça Rottweiler e não só, o gosto pelos cães e o interesse pela sua defesa e bem estar. Esta equipa, foi deliberadamente assim pensada, com o propósito de garantir a transparência necessária, entre aquilo que são os interesses pessoais e a responsabilidade dos cargos ocupados.
 
Desejar liderar o Rottweiler Clube Portugal significa ter consciência das adversidades diversas que circundam a raça Rottweiler, quer a nível da criação, detenção irresponsável, falta de informação e de uma legislação governamental que, ao contrário do seu propósito inicial, apenas veio contribuir para o aumento da criação “clandestina” e para uma perseguição cega dos proprietários de exemplares da raça Rottweiler. Conscientes desta realidade, acreditamos que apenas um espírito de sacrifício, coesão e moderação, a par de uma política de gestão e comunicação rigorosa, abrirá caminho para um futuro melhor.
 
Não menos importante, é fundamental sensibilizar os interessados pelo Rottweiler em Portugal, da importância de um Clube estruturado e com uma base de associados, significativa. Um clube sem sócios não tem razão de existir. Viverá no ciclo vicioso onde o clube reclama a inexistência de meios para exercer a sua atividade, enquanto os potenciais associados reclamam a ausência de benefícios, atividades ou mesmo  a defesa da raça Rottweiler. Este ciclo tem que terminar e dar lugar a uma postura de solidariedade e confiança mutua.
 
Esta nova direção quer fazer uma gestão profissional com receitas próprias, garantindo a sua sustentabilidade e identidade, ao invés de uma gestão dependente de investimentos individuais e ocasionais.  Este modelo de gestão, há muito que não funciona,  conduz à intermitência dos serviços prestados, ao isolamento das direções e, por consequência, ao afastamento dos associados.
 
A situação do Rottweiler Clube de Portugal, embora delicada, não é irreversível.  Seria fácil adotar o discurso da vitimização e desculparmo-nos com o passado. Não é essa a nossa postura. Não há mais tempo a perder.
 
No imediato, o clube está a restruturar os seus canais de comunicação, onde se inclui o site institucional e um sistema de Newsletter.  Não menos importante, está a ser garantida uma nova dinâmica de comunicação na rede social facebook.
 
Os benefícios para os associados, são uma prioridade. Com este objetivo presente, estão a ser criadas parcerias que permitam aos nossos associados, o acesso facilitado a programas de treino canino, quer na vertente de cão de companhia, quer na vertente de cão de desporto/trabalho.  Paralelamente, será promovida uma estratégia de proximidade como os admiradores da raça Rottweiler. Neste âmbito, será anunciada uma iniciativa designada “Conhecer o Rottweiler”, a qual irá percorrer várias zonas do país.
 
De forma “menos visível” para o exterior, o Rottweiler Clube de Portugal, irá evidenciar todos os esforços para restabelecer e otimizar as relações institucionais com o Clube Português de Canicultura. Medida que já teve inicio neste mês de Maio. Sempre que se justifique, serão dadas informações adicionais sobre esta matéria.
 
Termino, fazendo um APELO, um grande APELO, aos admiradores da raça Rottweiler para  que se unam em torno deste novo projeto, fazendo-se sócios do RCP.  A motivação, o empenho, o diálogo e a ética, estarão sempre presentes na nossa gestão.
 
Acreditamos, ser merecedores da vossa confiança e contributo!
 
Nota: A direção do RCP, agradece a todos os que no passado dia 19 de Maio de 2012, compareceram na assembleia-geral extraordinária que, apesar de maior ou menor confiança no futuro do clube, não deixaram de estar presentes e de exercer o seu direito de voto.
 
Cumprimentos e até breve,
 
Cláudio Miguel S. R. Nogueira
Presidente da direção
(Rottweiler Clube de Portugal)

Bookmark and Share